Devaneios

A alguém em especial… A procura das imagens que sempre expressassem o poder das palavras fomentou meu espírito nos últimos tempos. Espero que a imagem não supere o poder do verbo. Espero que o poder do verbo não supere o afeto. E espero que meu contrário, meu oposto complementar, esteja diante da escrivaninha, opondo todos […]

Essas Mãos…

Num mundo onde as palavras recitadas perderam seu valor, olhou-se um pouco mais abaixo. Em silêncio, se percebeu que havia uma parte do teu corpo amarrada, amordaçada pelos ruídos escabrosos e estúpidos da escória (des)humanista, patriarcal, e agressiva. A desumanidade tomou posse da voz cantada, e o que sobrou foi uma triste e fúnebre elegia, […]

Momento Poesia: Intitulável por sua Causa…

Dedicada a alguém que não sei se conheço ou que sei que não conheço… Olhares transpassados sempre em vista que desvanecem ao passar do tempo: como podem intuir razão quista debaixo de inglorioso lamento? Vislumbres divinos, égide feita rosáceas plumas conferem ardor desta queixa insolúvel imperfeita desata num nó noturno calor. Concede teu afeto tão […]

Momento Poesia

Em Substituição (…) Aqui tinha um passado, terrível, monótono, amotinando-se em desavenças pouco… poéticas Queda de máscaras: quais delas? Primeira ou segunda? terceira? … Enésima! Pouco importa: manifesto meu descontentamento sobre meu descontentamento Cansei das podres letras que cantam um desconstruído ido negro dos tempos de outrora… Olhos rosáceos que são etéreos, sei que nunca […]