Momento Poesia: Intitulável por sua Causa…

Dedicada a alguém que não sei se conheço ou que sei que não conheço… Olhares transpassados sempre em vista que desvanecem ao passar do tempo: como podem intuir razão quista debaixo de inglorioso lamento? Vislumbres divinos, égide feita rosáceas plumas conferem ardor desta queixa insolúvel imperfeita desata num nó noturno calor. Concede teu afeto tãoContinuar lendo “Momento Poesia: Intitulável por sua Causa…”

Momento Poesia

Em Substituição (…) Aqui tinha um passado, terrível, monótono, amotinando-se em desavenças pouco… poéticas Queda de máscaras: quais delas? Primeira ou segunda? terceira? … Enésima! Pouco importa: manifesto meu descontentamento sobre meu descontentamento Cansei das podres letras que cantam um desconstruído ido negro dos tempos de outrora… Olhos rosáceos que são etéreos, sei que nuncaContinuar lendo “Momento Poesia”