Crônicas Atrás do Motorista [2]

Diante do fluxo de pensamento incontrolável, eu penso: o que é um busão? Um enlatado sardinhesco terrestre por excelência? Um caminhão de gado? A busca do ponto terminal pelo privilégio do lugar sentado de nada vale quando você tem um ônibus sem freio que pode ceifar tua vida, sem a mínima misericórdia…

Continuar lendo

Anúncios

Devaneios

A alguém em especial… Abraço pela esquerda

A procura das imagens que sempre expressassem o poder das palavras fomentou meu espírito nos últimos tempos. Espero que a imagem não supere o poder do verbo. Espero que o poder do verbo não supere o afeto.

E espero que meu contrário, meu oposto complementar, esteja diante da escrivaninha, opondo todos os meus diálogos, consagrando todos os meus interditos, e fazendo desta dialética que é a vida uma aventura digna de ser contada para a posteridade.

E espero que ela esteja munida de uma singela felicidade, assim como eu, dos eventos ordinários e corriqueiros da vida, que se apresentam no desabrochar duma flor ou no subir no pé de amora.


Ouvindo... Coldplay: Violet Hill

Momento Prosa Poética

Minha Tríade

Não quero ser mais um qualquer,
e por isso quis me diferenciar.
Quis encontrar algo novo pra fazer apoio
algo que eu encontrasse meu sentido.

No começo, escolhi a tecnologia,
divertida, corporativa, interativa
com seu discriminar de sim e não
o é do não-é,
o verdadeiro do falso,
e quando vi essa opção
me engolindo e me vertendo
vi desumanizar o coração.

Depois vi na academia,
no intento das teses e hipóteses
as afirmações e refutações
que davam ordens´à ciência
em premissas de mundo,
mas a regra virou exceção
e tudo que achava verdade
foi-se direto ao fundo.

No desespero, recorri à arte
que se demonstrava Musa sedutora
adúltera, safada e insinuadora,
me corrompendo da sociedade.
Amei coadunar com ela,
senti-me um herói marginal
mas o pulso de vida subsistência
evitando minha morte, abafou
essa liberdade inerte
e afligiu minha mente.

Neste fim, num ato de purificação de pensamentos
antes que me dê cabo da loucura,
que escolha me procura?

Prefiro ficar com esta:
com a tecnologia,
com a arte,
e com a academia.

O resto, jamais me importa,
bato à porta da vida com alegria.


Ouvindo... Matchbox 20: Disease