Não foi um. Não foi uma. Foram três.

Questões de Boleiros… Festa! Curtição? Vergonha? Condenação. Existiram diversas histórias no futebol desde o tempo em que Galvão Velho falava "Sai que é tua, Jaguaré!"… Todas elas feriam o senso comum. A maior característica comum a todas elas é que elas tornaram célebres futebolistas em todo o mundo iguais ou mais decréptos que nós, humildesContinuar lendo “Não foi um. Não foi uma. Foram três.”

Troféu Sapinho: Dois

Um caso de não-preservação de imagem Da redação do BS "Esta menina muito despojada, alegre e de sorriso generoso, está pretendendo mover céus e terras em busca de algo inusitado: destruir sua própria imagem, ou melhor dizendo, as imagens. Depois de condicionar fisicamente um jogador de futebol, que hoje está descondicionado depois da efêmera ‘juntação’Continuar lendo “Troféu Sapinho: Dois”