Minutas de um Executor Oficial

Nota de antecipação: o conto não representa opinião do autor, constituindo-se apenas duma ficção – indesejada, porém necessária – para propósitos que não os literalmente nele explicitados. Nota sobre a nota: parece idiota fazer esse apontamento, mas dado que há ausência de dividir o ficcional de uma vontade de parcela da população atualmente mundo afora,Continuar lendo “Minutas de um Executor Oficial”

Em homenagem a B.V. (ou sobre as Baleias Azuis)

Na baleia azul – a portentosa musculus vigora a gigante pulsão da vida: em teu masculino ato copulatório, as aqua-sementes, quando não germinam em uterino blau-grande-balinácea prosperarde provento a outras vidas, coralíneas, pequenos písceos e outros demais no ecossistema a vida suportais em comunhão com seu triste assaz soar. Fazemos mênção a esse pequeno epitáfioContinuar lendo “Em homenagem a B.V. (ou sobre as Baleias Azuis)”

Carta Post-Mortem

Valparaíso, 03 de maio de 2033 Aos meus queridos colegas de pena, A vida é absurda. Não mais me cabe. Quando lerem esta carta, provavelmente estarei vendo um futuro melhor, distante deste Universo fugaz e horrendo. A existência é absurda. Nascemos, vivemos e morremos, conforme as leis da Natureza. Alguns mais afortunados casam e deixamContinuar lendo “Carta Post-Mortem”

Humanidade: 11.9 Richter

O conto começou com uma mera coincidência com alguns dos fatos, mas foi elaborado posteriormente em algum ponto após os ocorridos recentes. Num determinado dia, a casa de José, humilde morador do bairro dos Rodrigues, foi aterrada por um berro uníssono familiar: anunciava no Bom Dia Brasil a suspensão definitiva do Bolsa Família, sob decisãoContinuar lendo “Humanidade: 11.9 Richter”

O sepulcro de Rousseau

Os jornais ficam loucos na passagem do dia 24 para 25 de dezembro daquele fatídico ano inonimável. Tudo porque, na vila Progresso Iluminada, um menino de apenas cinco anos portava uma arma de fogo nas mãos – uma Glock 9mm com silenciador – e assassinou os pais, militantes de esquerda, “acidentalmente”, salientou o periódico, queContinuar lendo “O sepulcro de Rousseau”