Visionaridade (ou Manifesto Visionarista)

Douglas Potingatu Alea jacta est. Eis-me, de alegoria fantasiosa simples Lilith Gott, simulacro da beleza feminina: pus-te em pedestal ultraportentoso num lugar sagrado uma profana fescenina de poeta pretensão quase a vida tangenciou e de sublime enredo quase me olvidou É que, no tocar do masculino e feminino coisa vária revelação onanista me ocorreu: o […]