Crônicas Atrás do Motorista

Meu dia termina, naquele emaranhado cinzento, mais rápido que o rotineiro. Pego minhas coisas, inclusive me esqueço de deixar de prontidão a carga de meu celular, o que iria, certamente, gerar a abstinência de canções de distração nesse odisseico caminho… E eis que, quando submetido a tal situação, muito do que planejo fazer da minhaContinuar lendo “Crônicas Atrás do Motorista”

Derradeiras Epifanias (Finitudes e Iniciativas)

Que ventura, se presente ao ambiente, nesse desvario inconcluso alicerçado, no conhecer-se como ser vivente na tecnológica proteção sendo ameaçado … Penso, logo existo, não responde tantas perguntas quanto o motor imóvel aristotélico, a linguagem não-verbal apresenta nas nuances as curvas longuilíneas e amorfas dessa Pandora descendente que persuade minha harmonia. … Harmonia? Sim, elaContinuar lendo “Derradeiras Epifanias (Finitudes e Iniciativas)”