Confissão [3]

É interessante que quando queremos ser lidos literalmente, somos lidos poeticamente. Dá para me levar a sério desta vez??? Mas quer saber, amiga? Eu tô puto! Eu tô puto em saber que você olha para gente que não merece sequer o repúdio social, de tão custoso que ele é. Eu tô puto em saber queContinuar lendo “Confissão [3]”

Publicidade

Poesia para os tempos de conflito

Humaneco Para todos os homo sapiens (?) que forem convenientes a isso… O humaneco era apenas um animal que gritava, berrava e esbofeteava para intimidar seu semelhante, e descobriu o fogo O humaneco com o fogo, descobriu que podia aquecer a água que toma e destruir a casa de seu semelhante, e descobriu a forjaContinuar lendo “Poesia para os tempos de conflito”