Segunda Quinzena de Setembro

Não há tantas novidades que eu lembre para o período em questão. Talvez fique mais latente lembrar de coisas das quais não foram citadas noutras semanas: O concerto no auditório do campus ; Os sonhos inonimáveis (bonitinhos, mas estranhos – e assustadores, segundo envolvidos neles) ; O teorema da banana, da Erika, Mnemosine encarnada ;Continuar lendo “Segunda Quinzena de Setembro”