Memórias da Quinzena

Ok… Como a quinzena é longa, vamos lá: A semana dark; o acesso de ciúmes e a deprê afetiva ; O voto de silêncio ; A semana light; a mudança de paradigmas, a benquistoria recíproca; a inclusão social e o compromisso ao sucesso ; A reunião da palhinha na sexta-feira ; O suco de laranjaContinuar lendo “Memórias da Quinzena”

Momento Poesia: Carta de uma mal-amada

Eu penso, que você poderia erigir este túmulo para mim… Coloque isso no meu testamento. Eu penso,que você poderiafazer louvores à minha pessoa… Coloque isso no meu testamento. Eu penso,que você poderia pensar mais carinhosamente em mim…Coloque isso no meu testamento. Eu penso,que raiva! Que merda!!!Você não olha pra minha imagem…Não ponha isto no meuContinuar lendo “Momento Poesia: Carta de uma mal-amada”

Momento Poesia: Intitulável por sua Causa…

Dedicada a alguém que não sei se conheço ou que sei que não conheço… Olhares transpassados sempre em vista que desvanecem ao passar do tempo: como podem intuir razão quista debaixo de inglorioso lamento? Vislumbres divinos, égide feita rosáceas plumas conferem ardor desta queixa insolúvel imperfeita desata num nó noturno calor. Concede teu afeto tãoContinuar lendo “Momento Poesia: Intitulável por sua Causa…”

Momento Poesia

Em Substituição (…) Aqui tinha um passado, terrível, monótono, amotinando-se em desavenças pouco… poéticas Queda de máscaras: quais delas? Primeira ou segunda? terceira? … Enésima! Pouco importa: manifesto meu descontentamento sobre meu descontentamento Cansei das podres letras que cantam um desconstruído ido negro dos tempos de outrora… Olhos rosáceos que são etéreos, sei que nuncaContinuar lendo “Momento Poesia”

Segunda semana de agosto

Uma prévia dos fatos da semana a serem registrados: As aulas, eficientemente falando – e o início das preocupações excessivas ; O reencontro terça-feira com os olhos cristais-salinos francos e diletos ; O aniversário da matriz-elopeica amiga : a Elopeia como presente e o CD do Oasis , o pacote combinado meses antes com aContinuar lendo “Segunda semana de agosto”

O Fluído Salgado

 Relato encontrado num data-center aos 10 de agosto de 2011, na cidade de Osasco, sob prontuário número 7.243.561-95.234.338, registrado em PDF sob o codinome Anchovas. O arquivo foi resgatado após uma tentativa frustrada de queima de arquivo, na operação Deus Ex-Machina. Tenho medo do futuro, ainda mais porque o contabilizo. Tenho medo destes controles remotosContinuar lendo “O Fluído Salgado”

Removendo poeiras e recomeçando a jornada

Faz muito tempo que não venho aqui sustentar a epopeia. Sempre sinto que faz uma falta um relatório semanal em prosa antes de adquirir aquele formato que vocês conhecem. Relembrando da intenção original do blog, vou fazer minhas memórias da semana: Após um ano de hiato, volto a ter aulas com a Esther e aContinuar lendo “Removendo poeiras e recomeçando a jornada”