Momento Poesia

Tipicamente Paulista Fumaça, concreto, vapores fétidos: Vou me ao campo! Deixo os arranha-céus do imediatismo e projeto meu ser a si próprio, nesta terapia do silêncio pastoril da charrete na principal via. Ah! A árvore de juazeiro, arbusto de madressilva, os pés de amoras que nós e macaquinhos subimos para catar os seus frutinhos arroxeados… […]

Momento Poesia

Tipicamente Paulistano Desatino, Destino Butantã… As portas se abriram… Tempo de entrar. Soa o sinal, e o minhocoçu subterrâneo, trafega em vais e voltas, até a Paulicéia desvairada. Saída: Consolação.A vida começa, vida cultural,no pufe de uma grande livraria. O sanduíche de trocentas combinações, a loja com iPad, a igreja para os fervorosos de fé…Casa […]

Mnemosine

Outro dia, eu, imerso num sonho… Estavam concentrados todos os poetas e aedos de todas as épocas. Estavam reunidos para a conferência dos sentimentos, uma conferência que ocorre ininterruptamente, em anacronia; bastava que alguma noite algum destes dormia e então o ingresso estava garantido. O Breu do Esquecimento da Lucidez, no Mundo Físico, vez ou […]

Radar Musical: Cinquenta e Cinco

Tim Maia Tim Maia (1973) [Polydor, estúdio; republicado pela Abril Coleções] Nas minhas incursões pela música nacional, este do Tim (segundo do intérprete e quarto entre os brasileiros) tem um swing todo especial. A princípio, era para seguir rigorosamente a cronologia do cantor, mas havia perdido a semana do segundo álbum. Tive que me contentar […]

Momento Poesia

Over-loading ou Poesia de Pseudo-descompromisso implícito Começa… Meu desabafo tremendo é sobre um momento escuso, difuso ao tempo espaço obtuso e recluso no recôndito,o peito amaina mas o cérebro não deixa confuso,e desvanece numa canção ausente de temperamento. Tudo em descarga emocional, frenética, convergente, provocando uma melancolia displicente, nessa sobrecarga de sentimentos que se detém […]