Videocast da temporada (em substituição ao anterior)

Computador Película Finalmente consegui produzir O #Fiasco, cena 6.

Em mais um videocast discursivamente despreparado:

  1. Smiley mostrando a língua Onde fui parar após as Letras (a continuação do curso, diga-se de outro modo);
  2. Smiley de boca aberta A melhor gramática que estou lendo na minha vida (Procure pela internet por “Nova gramática do português brasileiro, de Castilho. Se você tiver paciência para um denso trabalho acadêmico, texto, quadros e tabelas, achou a tua gramática).
  3. Smiley sarcástico O projeto dum grande colega de clube de leitura: vinga ou não vinga?;
  4. Smiley indeciso Quem serão nossos novos bixos e bixetes?;
  5. Smiley contando um segredo O confessionário com amigas (a.k.a. segredos não reveláveis);
  6. Smiley nerd Projetos a conduzir e pendentes para as próximas férias;

E como não pode deixar de ser, o link para o vídeo:

http://static.livestream.com/grid/LSPlayer.swf?hash=3op2u


Ouvindo... Bad Company: Can’t Get Enough

Momento Poesia

Para quem não conheci


Espero…
todo santo dia
alvoroço de alforria.

Espero…
lançar-se à sorte,
este contundente convite à morte.

Aguardo…
e indevido eu me abstenho
da briga que eu me contenho.

Aguardo…
resvalo à deriva
sem sequer pagar minha santa dívida.

Espero e aguardo…
sua desconhecida presença
aguardo e espero…


Ouvindo... White Stripes: Girl, You Have No Faith In Medicine

Elopeia (vv. 83-100)

Mas é certo vê-la mais uma vez? O tempo dirá
os reencontros que daqui em diante teremos:
cada “bom dia!” recebido, cada “obrigada!” valerá
o quinhão diário, sorte fortuita somenos;
outras beldades virão: será certo e inefável
admitir que concorrer terá tal simpatia;
mas asseguro, certeza, estas madeixas não esqueceria,
particulares, sem igual, beleza incopiável.
Mas teu estatuto maior de memória nada se compara
ao espírito alegre, juvenil, feliz que surpreende;
caráter íntegro, contente humor… Quem te vê, repara
e toda essa homenagem considera e entende.

Ventura seja seu caminhar, iluminada amizade
e ditosos os feitos que faça daqui por diante.
Multipliquem-se tais momentos, mesmo num instante,
esse duradouro e eterno convívio: verdade!

Encerro, Musa, este singelo poema, leve como canção,
e dedico à grande Eleonora, irmã de coração.


Ouvindo... Oasis: Where Did It All Go Wrong?

Projeto grande de férias concluído com êxito! Alegre

Portifólio Artístico

Para Conhecer Meu Lado Chargista

Mais visível para quem me tem como amigo do Messenger, adicionei hoje de manhã pouco mais de trinta artes que fiz dentre os anos de 2002 a 2006.

São trabalhos em que fixei uma personalidade de desenho de caricaturas que se mantém até os dias atuais. Todos os trabalhos estão disponíveis em meu SkyDrive, inclusive os mais recentes estão lá.

Para acessá-los, basta clicar logo abaixo.


Ouvindo... Player da Rádio Eldorado FM (sendo transmitido da casa inteira)


Antes de ir, um pequeno jabazinho (eu também ganho com ele Nhé-nhé)

Não se esqueçam da oferta que promovi no Facebook e no Twitter: os primeiros 11 que clicarem nos links abaixo e se cadastrarem, terão direito a um serviço de disco virtual de 2 GB, mais 250 MB de lambuja por ter aceito o convite. E a cada convidado, você ganha mais 250 MB, até poder expandir gratuitamente seu Dropbox a 10 GB!!

Alguns já aproveitaram. Já são 11 menos alguns… E você?

Clique em um dos links abaixo:

Computador http://db.tt/p5DnrJe

Computador http://db.tt/bF0a32J

É isso aí. Vejo vocês em breve, com novos pitacos artísticos neste meu grande projeto de blógue, unificado.

Videocast da Temporada: o #Fiasco 6 (take 2)

Película Para quem acompanhou edições anteriores do meu videocast, eis mais um episódio onde desabafo com o verbo tudo o que vem à mente.

Nesta edição:

  • Balanço geral do primeiro ano de Letras na USP;
  • As motivações para a Linguística;
  • O final de ano – e o episódio dos estouros a cinco metros;
  • Os meus confessionários de internet;
  • Projetos – verbalizados – das férias;
  • Convites e intimações diversas:

E, como não podia deixar de ser costume, vai aí um link, ou o incorporado do vídeo – o que o WordPress permitir.

http://static.livestream.com/grid/LSPlayer.swf?hash=3jhnz


Ouvindo... Ana Carolina: Que Se Danem Os Nós

Agora o Brejo do Sapinho é 35º Fonema

35F2011_LogoSmiley confuso Quem tem acessado o 35º Fonema no Blogspot ou o Brejo do Sapinho no WordPress deve ter se deparado com esta nova página, mais clean e estilosa. Na verdade, este blógue é a herança unificada de todos os meus projetos literários na internet, salvo a USPianeia.

Pois bem… Nesta manhã, fiquei muito feliz ao saber que podia migrar o conteúdo de 73 posts do Blogspot Smiley de boca aberta na maior tranquilidade, e por haverem muitas resenhas que combinavam muito bem com algumas resenhas publicadas no BS, não fiz por má fé aglutinar tudo em um só lugar… Mesmo até porque gerenciar um blógue é tarefa árdua hoje em dia, dois nem se fala… Três, redes sociais e outros abagulhados então. Nhé-nhé

Mas aos que estão acostumados aos velhos endereços, não se preocupem. Manterei por um bom tempo os velhos domínios, até porque para quem tem ainda acesso aos links redutores em meu twitter, não dê rápida falta deles por causa de link quebrado.

Aos que acompanharam por bons anos o velho dominio brejodosapinho, meu muito obrigado pelas mais de cinco mil visitações, desde a época do Windows Live Spaces.

Aos que acompanharam o 35F do Blogspot, muito obrigado também pelas mais de 1000 visitas documentadas nas estatísticas.

Que essa nova fase seja mais produtiva para nós todos. E se você quiser saber o que foi tema do 35º Fonema no Blogspot, procure pelas tags Email 35F dentre os mais de 400 artigos em meu arquivo (à direita, em Na Gaveta).

Abraços a todos, e nos vemos com muito mais conteúdo por aqui.


Ouvindo... Bob Dylan: Desolation Row

Elopeia (vv. 67-82)

Distância… Nesta estou diante por todo momento
e não permite aproximação mais duradoura
viveres irmanescos tampouco geram maiores rebentos
de calorosa atividade sutil e vindoura,
causa assim espanto? Não, antes cede e perdoa
excessos e faltas guarnece distante em boa
prática de convívio, ressoa finito e concebe júbilo
a cada instante eterno, fugaz, dize-lo
tal qual jovem Ninfa em seu seio diz, custosíssima:
”Amigo! Bom sempre tê-lo em suave carinho,
quero teu cuidado-irmão em não-menos, mais seu carisma
devoto deste reunir familiar façanho.”

Por onde irás, querida? Trilhas que percorra, quais são?
Que caminhos seguir, onde eles te bem levarão?
Permita-me encontrá-la e fazer-te boa e caridosa presença
e o constranger não se instale em desavença.


Ouvindo... The Who: Who Are You

Creio eu estar terminando esta singela elegia no próximo artigo, sendo assim a Vontade Poética Divina permitir.