Momento Poesia

Intenção Mascarada


Fonte: Palavras ao Vento / Blogspot Qu’é isso, coração enfurecido,
Seu carinho despercebido,
A ocasião feita pela falta,
Voz de fúria contralta?

Perdida a confiança
Por um ato impensado,
Fiz de ti minha cofessa Bragança,
A decepção como modo consumado.

Quero saber de ti, safira compulsiva,
Diga o que você quer de mim:
Roubar minhas alegrias,
Meu campo de Jasmim?

Diga, menina madura, vívida,
O  que planejas a meu conceito:
Fazer de mim seu amigo,
Ou um servo a seu contento?


Ouvindo... Sentimiento: Vico C ft Arcangel (RadioActitud.com

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: