Tristão e Isolda

Lenda Medieval Celta


O amor impossível de Tristão e Isolda inspirou poetas, escritores, pintores e músicos da Idade Média e dos tempos modernos. Tornou-se, por exemplo, tema de uma das mais famosas óperas de Wagner.

Tristão e Isolda são os trágicos protagonistas de uma história medieval de amor baseada numa lenda celta.

As inúmeras versões francesas que a imortalizaram e a divulgaram em outros países são o testemunho do fascínio e encantamento que a história de Tristão e Isolda produziu sobre o espírito medieval e de nossos tempos.

Esta versão que ora oferecemos ao leitor brasileiro foi baseada nos fragmentos de Béroul, Thomas (troveiro anglo-normando do século XII), Gottfried von Strassburg e nos trabalhos do francês J. Bédier, um dos mais importantes pesquisadores modernos da lenda de Tristão e Isolda.

Fonte: Divulgação / Editora Martin Claret


Lendas de amor, apesar de hoje em dia não parecerem mais valorizadas como antigamente, constituem um material original e interessante em ser avaliado e apreciado. Tudo o que se considera romance hoje em dia – inclusive o produto do mais baixo nível na categoria, as novelas – bebe desta fonte. [Inclusive Romeu e Julieta, do qual vivi um personagem em teatro, e que, embora poucos admitam, acredito que teve sua base aninhada com esta lenda.]

Talvez esse inatingível objetivo a ser alcançado – o amor idealizado – seja um dos fatores a não conduzir mais tantos entusiastas entre as massas para estas histórias que, embora recheadas de elementos cujo nosso conhecimento chega por via de obras derivadas, recheiam nosso imaginário. Pela sua simplicidade, esta versão oferece menos foco em detalhes e mais atenção às ações dos personagens, o que oferece diversas possibilidades para outras artes desenvolverem obras e conteúdos baseados na lenda.

A sorte e a desventura são dois elementos que oscilam continuamente durante o decorrer da obra. Dir-se-ia, nos tempos atuais, que Tristão é um sujeito de sorte e, ao mesmo tempo, azarado. A cadência de acontecimentos que carregam Tristão e Isolda, desde que eles passam a tomar a poção do amor eterno permite que o leitor de primeira viagem não estime o final da história até que este lhe seja apresentado plenamente. Portanto, vale a pena dedicar a leitura.

Avaliação

starstarstarstar e 1/2



Ouvindo...e vendo... Lady Gaga: Paparazzi @MTV World Stage

Anúncios

Manifesto da Personalidade

Um Retrato de Pertencer À Maioria


Dizem que as diferenças é que fazem o mundo. Afinal, sem elas, a rotina seria muito mais maçante que o que é hoje – haja vista as particularidades existentes – e, mesmo assim, cultiva-se um sentimento de universalidade do comportamento humano, excluindo padrões de comportamento considerados ímpares, diferenciados, libertários e, por que não dizer, geniais e inovadores?

A estas pessoas, meus parabéns! Tem algo a dizer acerca de seus experimentos com sua condição afirmativa, mesmo que as réplicas sejam de cunho negativo: há sempre um motivo para se manter na ativa, brigando por aquilo que você acredita…

Aos homossexuais, cadeirantes, de visão reduzida, afetivos bipolares (…), muito obrigado a vocês por seus esforços de superação mostrarem pra gente que há sempre o que conquistar. Ainda mais para nós que, considerados perfeitos, nos acomodamos a não ter nada em que centrar esforços para fazer de nossa vida algo com real e palpável valor…

E nestes convívios de pessoas com diversos pequenos empecilhos vivazes – possamos assim dizer – nós podemos perceber que nos enganamos: nós possuímos mais problemas e mais graves que qualquer um deles. Em especial por se pertencer a uma maioria.

Principalmente quando você é um homem, adulto e sadio. Você não parece ter muito diferencial a oferecer…

Faça a diferença! Permita-se ser um comediante de si mesmo e leve a vida com menos seriedade e mais esportividade.



Ouvindo... Jogo do Brasil contra a Venezuela (Carmiña Nieto que se prepare…).

Momento Poesia: Extra

Matrizes da Existência


|EXISTIREXISTIR|
|EXISTIREXIS
GIT|
|IREXISTIREXTAI|
|STIREXISTIRLDE|
|XIGITALDIGITAI|
|SLDIGITALDIGIT|
|IREXISTIREXIST|
|EXISTITALDIGIR|
|EXISTALDIGITAT|
|ILDIGIRETAXIST|
|ILDIGIRETAXIST|
|IREXLDIGITALDI|
|SITREXIGITALDI|
|STIREXISTIREXI|
|SIGTIRITAEXLDI|
|SIGTIRITAEXLDI|
|SIGTIRITAEXLDI|
|SIGITALDIGITAT|
|ILDIGITALDIGIR|
|EXISTIREXISTIR|
|EXTALDISTIGITI|
|RALDIGITALDIGE|
|XITISTALDIGREX|
|IITSTIALDIGREX|
|IITALDIGITALDS|
|TIGITALDIGITAI|
|REXISTIREXISTI|
|RLEXISTIREXIST|
|IREXISTIR
EXIST|
|              |
|         >>>IR|


Vendo... Ainda a reapresnetação do VMB 2009

Televisão é muito dentro do quarto!

Momento Poesia

Áureos Tempos Enegrecidos ou Poesia de um Desapaixonado


Vazio? Não
Condição de tempos vindos
A ascensão da desemoção

Dito isto, considere
Emoções dúbias, a envaidece
Faz de toda ação um desagrego
E põe em xeque adorável apreço

Que diz deste infortúnio? Sim
Os tempos áureos se foram
E desalegrias a realidade se disponham

Sobram então as cruas nuâncias,
O sépia, o cinzento e o creme,
As cores que sempre desfazem em consonância
E o mundo em que sempre haja desafeta gente…


Vendo... Reapresentação do VMB 2009