Resenhas Filosóficas: Um

Considerações Sobre Um Teatro Moderno

Capa do livro

Resumo de livro. Fonte:

Email Diderot, Denis;

Paradoxo Sobre o Comediante

ISBN 85-7556-793-4

(Paradoxe Sur Le Comédien)

Ed. Escala, 2006


Email Ibiúna, domingo, 8 de março de 2009

Há algum tempo venho degustando livros literato-filosóficos a respeito de diversos assuntos, e cinco deles me foram concedidos de empréstimo por uma colega de teatro. Comecemos pelo da fonte que debulhei no dia presente.

O interesse por teatro me fascina, e o autor demonstrou, numa linguagem reflexiva, o quanto o teatro estava disperso – na minha opinião de filósofo leigo- da realidade do público; uma questão de arte de parnasianismo antigo, que, pela satisfação de si próprio, acaba identificando-se sempre com o passado, e assim impede sua própria evolução.

Os fatos dos dias presentes demonstram a eficácia das instruções do autor com respeito ao teatro, bem como um possível acato às suas sugestões. O respeito do público se conquista com um distanciamento a suas ingerências. A melhoria das técnicas de encenação e uso de linguagens, compondo o espetáculo em si, são conquistados por uma outra análise do relacionamento com o público, através da resposta aos estímulos que neles são incutidos.

A leitura, por fim dizer, apesar de não ter um delimitador para tornar leve a seqüência da absorção do texto, é bastante objetiva, por se tratar de um diálogo entre duas pessoas.

Uma coisa é certa: depois dessa leitura, olhar o teatro com olhos críticos não será mais a mesma coisa.


Estrutura: LâmpadaLâmpadaLâmpada

Clareza: Boca abertaBoca abertaBoca abertaBoca aberta

Conteúdo contestativo: BravoBravo

Avaliação final: EstrelaEstrelaEstrela e ½


Ouvindo... Bad Company: Bad Company

Publicado por Potingatu

Estudante de Língua Portuguesa e Linguística pela FFLCH - USP (2010-5), entusiasta e experimentador do máximo de artes que for possível.

%d blogueiros gostam disto: