Acasos Metafísicos

Reflexões do Pensar


Maçã VerdeOs acasos do pensamento permitem que nós possamos viver realidades paralelas, intangíveis aos sentidos tradicionais da existência. Muitos o diriam como um artifício ocioso de desocupados, mas o exercício da imaginação conduz a uma nova expressão de se visualizar o mundo, transcendendo-o além do que ele aparenta ser.

O fato é que, muitas das vezes, você pode capturar-se pensando sobre sua casa, visualizando-a por vista aérea, seu subterrâneo, instalações elétricas, hidráulicas… E quando se dá conta, construiu seu lar noutra dimensão do existir, dando-se conta que o seu objeto de reflexão está bem próximo de você. Eu mesmo já me surpreendi pensando no meu modesto reduto, equipado com uma rede telefônica embutida, rede para antena fora do alcance visual, uma extensão high tech que faz deste pequeno local um todo com o resto do mundo, e quando imagino todo este local, lá estou eu, pensando que ele está distante, como se fosse outra casa, outro quarto. Bem, e vejo de novo, eis eu aqui, não naquele lugar imaginado, mas no mesmo ponto físico focado.

Este é o primeiro patamar do uso do pensar, o correlativo físico. Há também um estágio ainda maior, mais metafísico. Você já refletiu que, todo santo dia, sua altitude em relação ao nível do mar varia, mas, no espaço de tempo de um dia (aproximadamente), a diferença é zero. Será que voltamos à mesma altitude no fim de nossa existência física? Obviamente, é difícil, mas se pensarmos na pós-existência de nossas partículas atômicas, um dia elas retornarão à origem? Heráclito já disse que "não se entra em um mesmo rio duas vezes". Será que, à nível físico-químico, existe o retorno à origem?

Mas ainda não seria a plena capacidade da imaginação reflexões como essas. O maior estágio da imaginação do ser humano é colocar-se como um construtor e arquiteto de universos que não o nosso. De dimensões adicionais. Talvez o LHC seja o destruidor, sim… O destruidor dos sonhos das pessoas, mostrando realidades que não as nossas habituais. Sim… Cada dia mais, nossos olhos são atiçados para que nossa imaginação se atrofie.


Aguardem por informações sobre eleições, aqui ou no 35º Fonema.

Ouvindo... Big Country: In A Big Country

 

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: