Para Não Estagnar

Preciso Estudar

Um dia você também far-se-á essa pergunta.


Faz muito tempo, eu, homem feito, preciso estudar.

Há quanto não pego cadernos e lápis e me cerro sob quatro paredes.

E não ouço mais as sinaleiras procurando berrar mais que todos.

Ah, talvez essa vida pacata de interior tenha me acostumado, mas preciso estudar.

Não levo mais as broncas de professores ranzinzas que nada mais queriam que eu fosse melhor do que era.

Ah… Mas eu era bom… Bom com números, bom com letras, lugares, fatos. Que mais preciso?

Preciso é estudar!

Mas não estudar como antes. Os tempos são outros, as exigências maiores ainda. São informações vindo e desvirando a todo o tempo em nossa volta.

E então, visito meu reduto. Meu local de estudos, a carteira da frente onde eu estudava. Mas vi que não sabia estudar.

E hoje? Muitos diziam: "você é um bom garoto. Vencerá na vida!". Cadê o meu cargo de executivo. Ficou com aquele que não precisou estudar.

E então? Preciso estudar!?

Então foi que vi que, mais que acumular cadernos, precisava acumular macetes para fazer dos meus doze anos naquela carteira valerem a pena.

Senão, se eu não fazer vez à minha capacidade, existirão outros que se perguntem: "Preciso estudar?"

Ah, preciso mesmo estudar um meio de fazer valer a pena…


Ouvindo... Travis: Luv

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: