Falando sobre OI MENINAS DO FUTEBOL, VOCÊS SÃO O MÁXIMO…!!!

Porque devemos valorizar nossas conquistas, e não os nossos imprevistos ou dificuldades

[Inspirado na citação de Celina Bittencourt]


Maçã VerdeQuem disse que o alto do pódio é o mais importante? Se fosse assim, quantas medalhas de prata e bronze os chineses teriam que reciclar?

Devemos, sim, nos sentirmos felizes delas estarem mais uma vez no pódio como vices. Considerando o período em que o futebol feminino brasileiro está no ar, é uma conquista. Em um período ainda maior, o futebol masculino penou para conseguir algum título palpável.

[Pessoalmente, deparei-me com críticas ao time masculino, ao qual nem precisamos citar quais são. Sobre o que acho disso, não merecemos comentar aqui, embora não sejam críticas perniciosas.] Portanto, não merecemos jogar o trabalho das nossas boleiras fora, por não alcançarmos o alto posto de uma competição. Apenas um gol favorável ao adversário (a) tornou esse sonho distante apenas mais algum tempo.

Consideremos, sim, o que não vemos há tempos entre os homens. O dito dos nossos pais futebol-arte. Dança no gramado, coreografia em jogo, beleza em passar… E isso não vemos mais neles: jogo rápido, estratégias de guerra, combate de força. E a beleza do jogo feminino, a cordialidade e faltas menos agressivas, não contam?!

Devemos considerar também o outro lado do campo: eles viram no futebol feminino uma oportunidade antes que nós [corrijam-me os mais informados], já definiram traços de trabalho, analisaram os adversários, viram como eles se comportam. E chegaram nos finalmente. O que sobrou para o Brasil? Nada mais e nada menos que experiência para os próximos campeonatos.

E, sim, elas merecem condecorações por, tão jovem o futebol feminino no Brasil, já estar montando uma tradição nos tópis de linha. O título é coisa de tempo…


Ouvindo... Jowell y Randy, Hector "El Father", Voltio, Guelo Star, Nejo y Dalmata, Syko, Zion, De La Ghetto: Intro (Radio Version)


Citação

OI MENINAS DO FUTEBOL, VOCÊS SÃO O MÁXIMO…!!!

Nada de choradeira, menininhas do futebol! Vocês são o máximo, todo o mundo as adora! Bravas, corajosas,
leais, verdadeiras no seu intento, ousadas na sua luta, destemidas no confronto, gloriosas na sua maestria
de lutar como leoas, audazes ao passar por todos os obstáculos, o Brasil inteiro ama vocês. Querem mais?
São o exemplo dignificante das palavras que exaltam nossa bandeira: "Ordem e Progresso".
Olha que sair daqui, minhas queridas, atravessar o mundo e na terra dos olhinhos puxados lá do outro lado
do globo , vendo tudo de cabeça pra baixo e o sol nascer na hora em que aqui vemos a lua pendurada no
céu de um azul pujante, mudar o rítmo das suas vidas e segurar dentro do coração o sublime desejo de lu-
tar, oh leoazinhas, nós te adoramos, "Pátria amada, salve, salve!" Afinal vocês já´passaram por tantas coi-
sas tristes desde a infância! Tiveram coqueluche, sarampo, catapora, joelho machucado de tombo, braço
quebrado e o diabo a quatro e estão aí vivinhas da silva! E em nome de todos nós de todos os estados deste
Brasil ah, meninas, não chorem! Vocês merecem o nosso Hino Nacional, merecem a vibração desta torcida
imensa da sua Pátria, merecem a exaltação de nossos poetas e trovadores e orquestras e bandas marciais,
vocês merecem um concerto da Orquestra Filarmônica na praia de Copacabana, merecem um vôo audaz da
Esquadrilha da Fumaça, uma entrada cheia de pompas com direito a dragões da Independência e arautos,
no Palácio do Planalto, merecem ser abraçadas pelo Presidente e merecem trazer no peito a medalha de
ouro do nosso reconhecimento. Merecem o beijo de todos os brasileiros e o abraço carinhoso deste povo
que bem sabe amá-las.
Enfim, meninas do futebol, vocês representam, aqui dentro, bem dentro do coração de todas as mulheres do
Brasil, a ansiedade de estarmos nos sentindo mais nós, mais mulheres capazes de competir e de vencer.
Infelizmente me tiraram, mais uma vez a alegria de poder terminar uma crônica nos moldes em que desejava e que seria o
certo. Vejam só injustiça existe no mundo inteiro – espaços e letras são torturadas e manipuladas. Quanto mais pessôas!
PARABÉNS!!! Queria que fosse com letra maior e muito maior do que vocês merecem mas já viu, sou mulher!
                                                                                  CELINA BITTENCOURT.
                                                                  RIO DE JANEIRO, 21 DE AGOSTO DE 2008.
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s