Trigésimo Quinto Fonema

Esclarecimentos

smile_cry Percebendo a realidade, o Autoc se reapodera da realidade e decide tomar um rumo em definitivo.


E os riscos mostrariam surpresas fortes.

Na Terra onde as cores fogem, encontra o resultado de toda a busca almejada por tanto tempo: seu parceiro Exoc está inexistente, morto!

Na verdade, seus restos não se encontravam lá. Apenas o relato guardado a sete chaves abaixo da terra, o qual nosso personagem desenterra, inconformado.

Ali, estavam escritos os seguintes versos:

Porque se observa, em atenção,
Que dois comportamentos divasivos,
Causavam dissidência, confusão,
Na referência de uma índole, evasivos.

Numa decisão tenra, solene,
Quis que ao meu complemento entendesse,
Que agora dois serão só um,
O qual fizera com que transpondesse.

Tal intento perigoso,
Ao ônus faria um apreço.
Levara a minha existência física,
E complementaria com bom consenso.

Ao companheiro observador dos aspectos internos,
Ao qual sempre irei me deparar:
Sentimentos eternos, etéreos.
Em seu pensamento dito irei reverberar.

A compreensão manifestara-se finalmente no Autoc, que finalmente percebeu o que havia acontecido. Exoc, como parte integrante de um conjunto de subexistências mais amplas, precisaria extingüir-se em promoção do crescimento do Autoc, ou o contrário. Mas era o Exoc quem teria total coragem para mudar. O sono dogmático-filosófico que aturdia o Autoc, ainda em sua imagem reducionista – a aparência decrépta de pânico – teria que ser interrompido por uma atitude de risco por parte do Exoc. A intenção era que o Autoc tornasse emancipado de sua condição introspectiva. Uma intenção de maior autoria, que oportunamente abriu uma brecha dimensional para que ambos – Autoc e Exoc – pudessem se integrar mais.

Finalmente esclarecido, o Autoc tomou uma radical decisão. Portando os cabelos de Vênus, um visual novo e todo o seu pesquisar Descartesiano, que não foi rejeitado, tampouco suprimido. Livrou-se do visual insosso e superficial-passivo. Não da sua aparência. Ela não se modificaria novamente, sabia disso. Nem seu visual antigo desejaria mais. Toda a experiência adquirida com sua odisséia fez com que seus conceitos fossem díspares com aquela imagem inferiorizada.


Ouvindo... Ana Carolina: Pra Rua Me Levar

Em breve, o encerramento da primeira fase.

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: