Não foi um. Não foi uma. Foram três.

Troféu SapinhoQuestões de Boleiros…


smile_party Festa! smile_shades Curtição?

smile_embaressed Vergonha? smile_sad Condenação.

Existiram diversas histórias no futebol desde o tempo em que Galvão Velho falava "Sai que é tua, Jaguaré!"…

Todas elas feriam o senso comum.

A maior característica comum a todas elas é que elas tornaram célebres futebolistas em todo o mundo iguais ou mais decréptos que nós, humildes trabalhadores.

Recentemente ouvimos mais uma dessas histórias. Não vamos ficar discutindo a veracidade, as preferências sexuais e o discutível passado.

Simplesmente iremos dizer que nosso herói brasileiro está submisso a uma coisa que quem abdica da privacidade para se tornar pessoa pública – afora-política: opinião plúbica.

Sendo assim, então por que nosso personagem figura aqui na nossa seção Troféu Sapinho? Simplesmente, por que, inconscientemente, seu instinto de levar um sapo teve de se manifestar para que ele pudesse figurar aqui. Nem tanto pelo que ocorreu agora. Mas pelo passado.

Levou toco da nossa outra ensapada Cicarelli.

Embuchou toneladas. Agindo assim, acaba caindo no caminho do Maradona.

A idade tá chegando… Pelo menos mais rápido para os joelhos e outras articulações de alta pressão.

Por tantos méritos acumulados, Ronaldo, nosso Troféu Sapinho irá para ti, peixe. E não é – tanto – por causa de um jogo de bolas múltiplas. Isso não dá sapo. Dá zebra!


Ouvindo... Zion Y Lenoxx: Perdoname

Publicado por Potingatu

Estudante de Língua Portuguesa e Linguística pela FFLCH - USP (2010-5), entusiasta e experimentador do máximo de artes que for possível.

%d blogueiros gostam disto: