Capítulo Trinta e Sete

Silenciado

 Parte integrante do projeto 27F Blog-papel.


Como dizia no meu diário, mudaria de assunto. Esse artigo foi uma criação poética feita enquanto esperava minha consulta terapêutica na faculdade.


 Osasco, quinta-feira, 14 de setembro de 2006.

" (…) Emudecidos, insólitos
Calados, omitidos, caluniados
Sobre os gluturantes avarios
Perfazem idos, vindos, desvarios

Caem as moedas sobre os tapetes verdes
Saem os carpetes sobre as mantas verdes
A Amazônia clameja sob nossa flâmula verde"


Adendo: Discussões de Botequim, Sem o Botequim

"Teatro: Escola de Artes.

O assunto de discussão da mesa redonda (sem mesa) agora é um dos mais complexos: Ética! Fica a definição para um momento oportuno em algum dos nossos próximos artigos.

A discussão fica por base em um seguinte conceito: como ator, devemos agir conforme uma Ética. E qual seria a tal?

E observo que a falta de instrução filosófica no ensino médio (em especial, a ausência de no meu último ano) me deixa um pouco alienado, confesso, acerca de certas situações. E eu tenho códigos de análise distintos para tratar determinados assuntos, e os filosóficos exigem um em especial, do qual estou pouco destreinado.

Mas em breve, estarei me agraciando com alguma definição coesa acerca da Ética."


 Genesis: Mama

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: