Bárbara Dialoga: Seis

Título: Será Que Preciso De Um?

Por Bárbara K. Svenska; comentários [], edição e revisão por Terra Preta Piemontense


"Oi queridos… Acredito que sentiram minha falta!

É que essa vida de lojista em Floripa me toma o tempo… E tempo parece que é uma coisa exigida em comum entre todos os ‘Catenarienses’ (essa eu mesmo explico: como o chefinho dita que Osasco é a Cidade da Catenária, então o Osasquense é nascido ali e também tem esse nome… mas até hoje ele não me explicou o que é essa Catenária). O chefinho alguma vez me dissera que desejaria um dia de trinta horas – a exemplo de um banco – apesar de confessar que não faz nada de útil (diga-se: que dê lucro), e que essas horas fossem só de sol.

Bom, mas eu vim aqui para agraciar o espaço do meu conterrâneo e dizer que estou feliz em fazer parte dessa longa história [em termos de internet, um ano é uma eternidade. Isso ela reconhece] e esclarecer algumas coisinhas que amigos meus estão sempre me perguntando…

Primeiro: por que você não tem Orkut?

Eu digo que não acredito muito nessa história que o Orkut aproxima. Para mim, ele é uma excelente desculpa para você estar ausente fisicamente da pessoa e manter contato ‘frio’.

Segundo: por que você não tem seu próprio espaço, blog, ou divulga seu e-mail?

Respondo que simplesmente não tenho muito tempo para gerenciar essas coisas, quanto ao e-mail, é mais uma temerança que mal-intencionados façam uso dele para enviar lixo para mim.

Embora esteja pensando seriamente em abrir meu blog… o que vocês acham? Acredito que seja uma experiência inédita para mim, manter um canal de contato aberto ao mundo para expressar o que sinto e o que deixo de sentir, mesmo que não seja correspondida nos meus pensamentos grafados, por meio dos scraps. Faço minhas as palavras do Terrinha: escrevo simplesmente pelo prazer em escrever.

No mais, ando bem de saúde! Mesmo com o pouco de tempo que tenho, ando aproveitando bem as praias aqui da região. Amigos, não tenho muito tempo pra ir nas baladas, nem tomar um pequeno porre. Acho que estou ficando meio recheada e precisando urgente me empenhar numa dieta para não virar balão. Lá na Rússia era outra realidade, precisava me alimentar fartamente para agüentar as temperaturas rigorosa de inverno, e adquiri esse hábito.

Vou cuidando da minha dieta e mando um ‘até’ a todos que me acompanham."


O editor ouve agora: Wisin Y Yandel: Pam Pam

Informação de utilidade para Bárbara: catenária é uma espécie de curva. A ponte-símbolo da cidade possui esse formato em seu arco.

Publicado por Potingatu

Estudante de Língua Portuguesa e Linguística pela FFLCH - USP (2010-5), entusiasta e experimentador do máximo de artes que for possível.

%d blogueiros gostam disto: