Trezentos e Sessenta e Cinco Dias de Caminhada

Parece até que foi ontem…

Da redação do BS


"O que na linha da internet pode significar um ano? Provavelmente uma eternidade em se tratando de uma linha histórica de um projeto. Quanto a mim, Terra Preta Piemontense, posso dar um exemplo concreto com meu descabido e infundado projeto finado, o ‘Núncia de Blogs. Começou baseado (se teve base) em teorias conspiratórias acerca dos paradigmas existentes da interação do mundo real com o virtual, quanto à sua essência, desencanando num momento em que já se tinha material inútil misturado com boas crônicas ficcionais, o que me obrigou a assassinar textos de certa criatividade e originalidade, aproveitáveis num futuro próximo, como textos crônicos e de cunho literário. Trocando em miúdos: ‘tirar o pai da forca’ em vão, quando este já foi degolado. Pouca coisa foi salva desse período, e, se não me engano, foi uma resenha de um livro de filosofia.

Há mais de um ano, procurei reiniciar do zero, tomando o máximo de cuidado em não gerar outro projeto falível, pois já nessa época vi a morte do Tang de Limão, a inatividade do Apedrejem a Inutilidade, e notar que precisa-se de dedicação e empenho para fornecer conteúdo de qualidade (respeitando-se a filosofia da aparente inutilidade dos blógues) e manter uma base de filosofia consistente naquilo que se faz. Com base nas explanações iniciais, fiz este Brejo do Sapinho.

Há exatamente um ano, pude fazer expressar todas as minhas facetas de jornalista informal, ativista incongruente ou como um símplice contador de histórias, recheando estas páginas com diversidades acerca daquilo que vivo, ou imagino viver, ou ainda simplesmente imagino, e embora seu epicentro se baseasse numa premiação informal e inocente (o Troféu Sapinho), o foco sutilmente mudou para um diário virtual, embora um elemento essencial (pelo menos do meu ponto de vista) nunca se perdeu: aquela famosa ‘coceirinha de cabeça’, a comichão intelectual infundida num cadinho de um texto livre das miguxices que infetaram a internet. Textos que, mesmo desencontrando-se, tinham um quê de inteligentes (sem auto-referências).

Sem falar em pessoas que contribuem para a popularização que tanto procuro difundir para provar que este espaço é francamente aberto a uma dialética e saudável discussão. Embora surgiu uma única candidata segura para se afirmar como colaboradora, ela já demonstra que a abertura de portas e o reconhecimento de leitores fiéis e participativos são possíveis. Abraços e obrigado a você, Bárbara Svenska, que esporadicamente deixa seu ar da graça conosco.

E não cansamos de repetir que esse espaço é aberto a qualquer um que queira participar, com um pequeno artigo, bloguetado ou literário.

Por fim, agradecemos a você, comunidade internética que, embora não possa participar ativamente devido às limitações que este serviço oferece a não-associados, agraciou-nos com as mais de 1700 visitas e referências assinadas aos nossos artigos. Sem vocês, não poderíamos fazer nada.

Mas mãos à obra. Vamos fazer nosso segundo ano tão produtivo quanto o primeiro!"


Animação pra combinar…

 Elvis Presley and JXL: A Little Less Conversation

Publicado por Potingatu

Estudante de Língua Portuguesa e Linguística pela FFLCH - USP (2010-5), entusiasta e experimentador do máximo de artes que for possível.

%d blogueiros gostam disto: