Capítulo Trinta e Um

Preferências


"Tempo gelado… Isenção das gotas de suor que escorrem causando aquela coceirinha estranha testa afora… estamos presenciando aquela amostra de período de inverno que apesar de ser deliciosa e faz a gente atuar mais rápido (como corrente em uma resistência fria), ocasiona aquela corizinha [momento meleca] chateante que não faz aproveitarmos da nossa capacidade de manter a garganta íntegra.

Mas isso pertence a um processo de limpeza orgânica natural da época, coisa que não vou ficar focando muito.

Mudando de assunto, mas ainda no tema das preferências.

Pôr-do-sol… Esses dias já vi um que merecia fotografia… pena não ter uma câmera… já encarei uns desses em épocas de ouro, quando peregrinava nas bandas do sul de minha querida cidade. Ver o outro bairro da elevação, e ainda ouvindo Stone Temple Pilots: Plush. Não há colorido mais conveniente para descrever a música: um gradiente de azul a vermelho e a amarelo.

Um chocolate quente… Uma coberta fina, vendo clipes coloridos de Alternativo na VH1 ou MTV… Pipoquinha de Bacon!!!

E olho pro Sapinho filosofando sobre tudo isso, e lembro que ainda bem que somos levemente peludos pra suportar um pouco desse frio com o peito encamisado e a blusa aberta pela frente.

Deu pra notar as minhas preferências neste (e em outros) invernos?"


 Suede: Can’t Get Enough

Anúncios

Engatinhando e Pensando

Nosso primeiro ano de vida


"Pois é… Logo faremos um ano de existência junto à comunidade internética… Tantas mudanças desde que começamos com um simples espaço de discussão na época do MSN Spaces, e as mudanças foram tantas – a começar, pude dar um update em minha máquina e pude editar mais rápido os pôstes, além de poder migrar para o (não tão mais) novo serviço Live, que deu uma guinada em alguns aspectos de praticidade, como os Feeds para as colunas do nosso espaço e outros gadgets que possamos utilizar nos nossos espaços.

E é um trabalho muito árduo estar disponibilizando de uma maneira regular um novo artigo, seja de minha autoria, seja da autoria de outros que, direta ou indiretamente, fazem seus préstimos neste espaço que gerencio. Observo que não há tantos espaços que disponibilizam conteúdo escrito em massa, seja significativo ou não (assim como o nosso), seja pela minha falta de uma câmera fotográfica (e de colaboradores como a Bárbara Svenska) ou dos lapsos de criatividade para postar arte grafada em papel ou ainda da falta de técnica para manusear um programa como o Draw! para postar imagens do cotidiano ou os momentos de criatividade artística. Talvez o Spaces não tenha sido consolidado como articulador de palavras como outros serviços de Blógue, mas torço que possa ter esse poder com o passar do tempo, assim como ter seus seguidores e seus comentaristas.

E continuo a insistir desde os primeiros dias… quem puder dispor voluntariamente seus artigos, escritos, poemas, prosas e afins para publicação nesse espaço, sinta-se à vontade: mande e-mail para pjam147@hotmail.com ou pjam147@yahoo.com.br e eu terei o maior prazer de publicá-lo no espaço (sujeito à aprovação).

Espero contar sempre com a visita de todos vocês a cada dia que nosso espaço esteja no ar. Obrigado!"


Dedicado para "Pulinha"

 Big Audio Dynamite: E=mc²

Bárbara Dialoga: Quatro

Filosofia Prática

De Bárbara K. Svenska


"Oooi, gente!!!!! Aqui estou eu, linda e esbelta, sentando no divã da reflexão mútua entre consultora e consultada…

E diferentemente do poderoso chefinho, coloco-me como filósofa prática. Eu, por exemplo, defino a vida como uma experimentação de bombons de chocolate com licor de Amarula no fim de tarde como máxima experiência.

A morte: cada vez que pisco, estou morrendo um pouco mais. Em certos casos, nesse sentido, o beijo é um ataque de coma voluntário.

Que prosa mais seca, como o vinho que o chefinho diz ter experimentado uma única vez na vida para nunca mais…

E novela? É a realidade ao revés!!!

O filme? O reverso da realidade…

Desses dois últimos, surgiram nossas comodidades de hoje em dia… a compra por cartão de crédito, o abrir automático do carro… E ali surgiram nossos sonhos para um mundo melhor: o não trancar a porta com chave, o não ter portão, o guariteiro do prédio comendo rosquinhas e ouvindo rock num volume alto…

Sim, meus amados leitores… Isso é o que chamamos de filosofia prática…

E aqui é Bárbara, deixando um gostinho de quero mais para o seu próximo diálogo."


 Bárbara ouvindo muito pop…

Odisséias Musicais

Perrea!!!


"Puerto Rico es una republica tenra
En los ritmos de la perrengue
Que los suscita el Reggaeton

Y que la indecisión
De tomar-lhe una gasolina (gah.sso.lin.ah)
Se pertencea a uno chico
Non se fizesse necessarion

A los quarentea y dos de lo segundo turno
Puerto Rico hace perdita, arreguita
En los momientos diurnitos y nocturnos

Y que la explicación
Qui hace seres manjado
Por el la decisión
Di los perreos hacerem derecho la imbuición."


"POR ISSO que eu digo: Ouvir muito Reggaeton ocasiona tilt cerebral e passamos a apreciar um linguajar muito dos estranhos, no melhor estilo latino.

E pensar que essa atração inevitável veio a partir dum gritinho de mulher dizendo ‘dame más gasolina’ e numa música que parece mais evocação umbandista (zumbale mambo paka mi gata prenda lo motore…). Mas Reggaeton é mais que Daddy Yankee.

Tem a Ivy Queen, estranhamente atraente, o Randy que parece saído do gueto brasileiro do funk. Tem um AJ, o D La Guetto, Don Omar, Vico C

E é uma história longa sobre o surgimento deste Reggaeton, que classifico como ‘o Pancadão que deu certo’… Dizem que tem a ver com o Tempo

Mas acima de tudo, é um grande mistério esse tal de Reggaeton! Re-ggae-ton!!!"


 Rakim Y Ken-Y: Cruz Y Maldicion Perreo Radio