Momento Poesia-Prosa

Crepúsculo


"Noite:
Caldo da turvidão escura do mar
Esnevoaçada além dos limites do teto do mundo
Buscando a luz, fugaz, esguia
Por entre as neblinas a crescer e se ajuntar

Sol poente:
Bola de fogo fria
Despede-se com alegria
Procurando outras caras para encontrar

Coruja na árvore:
Olhos de fogo frios
Esnevoaçada além da alegria
Alimenta-se e a sua prole
Com camundongos fugazes, esguios

Ursa maior no céu:
Despede-se além do teto do mundo
Iluminando outras caras para encontrar
Sua bola de fogo na turvidez do mar."


 Tego Calderón y Abrante: Bambula

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: