Bárbara Dialoga: Três

Um Manifesto Muito Peculiar (Carta para o Chefe)

Por mim mesmo, Bárbara Svenska!!! Com muito orgulho…


"Sim, esse é um e-mail que enviei direto para o blog. Talvez o chefinho se dê conta deste manifesto no dia 18 de abril, quem sabe…

Chefe… quem é um cãozinho coitado e acuado? Aquele Omar me deixava esperando nos encontros, por um ano longo, dos cento e cinqüenta encontros que tivemos, cento e doze ele se atrasava mais de vinte minutos. E eu tive a paciência de aqui, em Floripa, em me sujeitar a uma tentativa de intromissão que, se o mané apresentasse a arma, seria assalto. Ah! E você se pergunta… Sim!!! Contabilizo tudo nos meus relacionamentos, exceto os beijos…

Eu só quero deixar claro ao meu público querido e estimado que não sou a vilã nessa história. Um cara que não cumpre suas obrigações como consorte (digo, namorado) deve ser definhado em sua personalidade e em seu ego para aprender que não se deve deixar esperando uma moça tão bem apessoada e barbaramente (usando o trocadilho do chefinho) linda como eu, sujeita a ene tipos de risco… Ele bem que teve o que mereceu.

E este ato do ‘Vigésimo Sétimo Fonema’, chefe, está passado. Isso foi conversa para deixar você cabeludo,essa coisa do ‘estar atrás de um legítimo hispânico’ era para chamar a sua atenção, já que sua família tem um ‘poquito’ de sangue hispânico (óbvio que você não caiu porque não é legítimo). Estou na encolha e tranqüila… diria que, se estivesse desesperada, estaria agora tentando achar bofe no programa da Cicarelli. Mas isso pra mim é puro mico…

No mais, achei divina a mênção de ‘russo-húngara’ que você me fez. Não desprezando minha brasilidade, lógico, mas isso me deixa chique, mais do que posso suportar em condições normais.

E um beijo para nossos conterrâneos, chefinho. Quem sabe, logo visito vocês aí?"


 O que será que o chefinho está ouvindo agora?

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: