Momento Poesia

Reflexões


"Vital
Tudo o que se mantém inerte… espere!
A minha mão, favor, não aperte
Não entenda o que passo… encalço!

Refaço com muito gosto
com apreço, sem muito gozo
o que é apresentável
em um momento irrefutável

Deslizo
No maior papo conciso – indeciso…
Nesta vida me afirmo
Como caminho a me corrigir

Senso de segurança
Não me faça ter esperança – de criança
Em um segundo eu confirmo
Vital nada daquilo do que reprimir"


 Faith No More: Midlife Crisis

Publicado por Potingatu

Estudante de Língua Portuguesa e Linguística pela FFLCH - USP (2010-5), entusiasta e experimentador do máximo de artes que for possível.

%d blogueiros gostam disto: