Dúvidas sobre o futuro


"Vida de urbanóides

O silêncio é o prenúncio de uma motocicleta a passar sobre a via que passa à direita de seu quarto.

O ruído da natureza local: quatro ônibus a cada quinze minutos, intercalados por cerca de três a oito carros, e talvez uma caminhonete, um carretão e um carro-tanque a reabastecer o posto de gasolina que está a três vias acima.

A disponibilidade tecnológica de uma linha telefônica com suporte da empresa de telefonia a consertá-la no período de vinte e quatro horas, com internet a la banda larga para falar com seus amigos do Japão, da Rússia, da Estônia ou da Ucrânia [sim… isso tudo são países].

Comércio de monte para escolher onde comprar um pãozinho, uma barra de chocolate ou um cereal matinal que não tenha aqueles brindes para criancinhas. Instituição para fazer estudos de nível superior.

Tudo isso na Cidade D’Itália, a tão Osasco comentada do shopping-bomba que tinha nos meados dos noventas.

Trocar isso tudo pelo quê?

Talvez lá no chamado interior não tenha silêncio como prenúncio de uma motocicleta estourando combustível para te acordar durante a noite, nem muitos carros ou ônibus [opa… aí vem o prejuízo] nem comércio de monte, ou a certeza da banda larga.

E a instituição de ensino acaba ficando longe… que indecisão trocar o barulhoso e facilitado pelo silencioso e longínquo…"


 Aerosmith: Remember (Walking In The Sand)

Publicado por Potingatu

Bacharel e Licenciado em Língua Portuguesa (2010-7), FFLCH / FEUSP. Aspirante-a-mestre-acadêmico não-qualificado em Filología e Estudos do Discurso em L. P. (idem, 2017-8). Pesquisador juramentado diante do MCTI de Marcos Pontes e com préstimos ao 🇧🇷. Sigamos!

%d blogueiros gostam disto: