Nostalgias: Três


Saudade, s. f. Lembrança, suave e triste ao mesmo tempo, de um bem do qual se está privado; pesar, mágoa que nos causa a ausência de pessoa querida; nostalgia.


"Uma das coisas mais bacanas que eu curtia era trafegar a pé pelo Rodoanel… digo isso sim, pois moro perto de uma das saídas dele, e sim, o Rodoanel um dia já foi dos pedestres e dos ciclistas, e esta é uma das maiores saudades que possuo.

Dourados anos de dois mil e dois… Fazia o maior ‘pé’ por toda a minha Cidade D’Itália, a minha Cidade da Catenária tão estimada por mim, do Centro à Zona Sul [pois que a Zona Norte não conheço direito]… Fico devendo a explicação de chamar minha Osasco assim, mas pago rapidamente. Há uma ponte que transpassa, por cima, o complexo viário Autonomistas-Bussocaba, evitando do trânsito caótico semaforizado. Pois bem, as sustentações do vão livre desta ponte são dois arcos transpassados por vigas em seu decurso. A este arco dá-se o nome, engenharisticamente, de Catenária.

Muitos diriam: ‘Por que não volta a realizar estes ‘pés’ por Osasco?’ e eu digo: ‘Porque falta a força motriz para me acompanhar’, que é um aparelhinho de som para tocar música de rádio [ou MP3, se for o caso de ter um]. Porque não dizer, então, que sou movido à música.

Saudades de lembrar da JP tocando no rádio Jota Quest, Shakira, as mixagens de Elvis… e até mesmo Rouge!!!"


Yes: Big Generator

Recomendação de filme para ser visto: O Pássaro Azul (20th Fox Century)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s