Coisas que Não Temos [e Desejamos]

E vai ser ‘paupé’ na França [tantos para levar ‘chapada’, e tinha que ser com ela de novo?]

As odisséias para se conseguir ter um melhor padrão de conforto


Paupérrimo. adj. Extremamente pobre (do lat. pauperrimu).

Pauperismo. s. m. Estado permanente de pobreza, comum a numerosos habitantes de um país ou região; classe dos pobres; miséria (do lat. paupere).

Pobre. adj. Falho do necessário para viver; cujas posses são inferiores a sua posição ou condição social; que revela pobreza (do lat. paupere).


E isso nunca foi um léxico ambulante muito grande…


"Tanta palavra lindamente oriunda do latim apenas para especificar, não que sou pobre [graças a alguém lá em cima]. Tenho condição de me alimentar muito bem, pacas. O meu pobre está mais pra definição de ‘posses’…

Além das já muito discutidas velocidade e aceleração desta ‘suuuper’ máquina que possuo [e que renderam um bom protesto e, nada relacionado e coincidentemente, uma pesquisa de opinião em que declarei os probleminhas que enfrento para postar por aqui. Solução passageira: escrever em ‘Bloco de Notas’ com tags e tudo, e depois copiar pra área do espaço… hmmm… prático não?], tem outras coisinhas, notadamente da tecnologia, que ando [saudavelmente] cobiçando para logo conseguir. Dentre elas, algumas vocês já devem saber:

Já contei da necessidade de ter um notebook? E não é só ser notebook… é ser notebook com portas USB e Fireware, gravador de CD-RW, leitor de DVDs, conexões Bluetooth [não sei exatamente para que serve, mas deve ser legal…], Wi-Fi para acessar Impressoras e Scanners, e Wireless para acesso à banda super-larga. Como se pode ver é uma peça essencialmente básica [beeeem básica].

Um Celú’ com telinha colorida, capaz de receber e-mails cavalares [e enviar] e ter umas telinhas legais de fundo… Não é nem pra fazer outros invejarem [nhá nhá nhá… eu tenho um celular show e você-ê não tem-em…].

Para ficar se achando um fotógrafo, uma câmera para ou fazer filminhos curtos, ou tirar umas ‘foteeenhas’ bacanas. Mas tem que ser aquelas boas digitais, menus até simples, modos de edição e memória pra elefante [pra burro é muito magrinho].

E, de quebra, um simples reloginho com GPS [nunca se sabe quando tenho que trafegar pela Zona Norte de Osasco…].

Mas o que está em situação de maior desespero mesmo é a ‘fotográfica’, veja só os furos que já tive com analógicas [sabe sim… aquelas pra filminho!] e pérolas que andei perdendo:

  • Não tenho fotos, memoráveis e antológicas, de meu primeiro ano no ensino médio [ai que ódio!];
  • Quanta gatinha ‘shooow’ que vejo por aí…
  • Andei vendo o sucessor do George Foreman no ônibus, indo para casa dias desses… Menino, decerto, de cara feia, tal como o próprio George [o ‘mulequinhu’ do pirulito, mais à esquerda]. Seria até legal pra fazer uma comparação para as Maçãs Verdes.
  • Além de outras bacanas que não me lembro no momento.

  Ah… e esqueci do menos essencial, mas não mais fútil [ei, não há nada de fútil aqui!] gravador digital de voz para fazer desses escritos diários uns bons Podcasts. Aí ía dar pra sentir a pressão [ui, que meda!] de meu vozeirão… suaaaavee [pense num cara voz grossa falando ‘suave’]."


Mããããããããs…

"Há um pequeno detalhe [miúúúúdo] que impede ter todo esse aparato tecnológico-comunicador-artístico-utilitário, e é mais conhecido por Din Din, Bufunfa, Money, Tutu [… tá entendido, né?].

Bom… e em questão de contabilização de trocos sobrando, diria que não tenho nenhum para sobra [portanto, já sabem… nada de me pedir empréstimo… esqueço fácil… prefiro emprestar e ficar por crédito] o que faz minha condição social pender para o lado ‘pobre de ter coisas show de bola’. ‘No notion’… Sem comentários…"


Sonho Adiado

"Não tem muito a comentar… quem viu, viu [e não vi que acabou a luz após ‘O Gol’… e o chato é que queria escrever essas coisas mais cedo… nem isso podia… ah, como faz falta um notebook…]. RC apaticamente no estilo ‘bundão’ assistindo et ses ami françois [francês ruim…] carimbar [não tão] precocemente o passaporte de volta para casa [a maioria da Europa… cuidado que aparecer aqui pode ser ‘por-rada’ – em memória ao Massaranduva].

E tudo, de fato, deve ter sido agoura daqueles caras metidos a vidente [acertou o ‘fia da mainha’]…

No mais, sem mais ludopédio no meu caso. O esporte agora é novamente das massas que vão ao estádio [ou assistem com cervejinha na ‘Tevê Groba’, que definitivamente não é meu programa] e berram ‘Goooool’!"


Mensagem subliminar [nada a ver com traduções ou dizeres ‘du cabra’]: "I’m a robot, with a unique feel: make a cool and gooooooood S.3.x., S.3.x., S.3.x…"

 Benny Benassi: No Matter What You Do

[ou seja, boa pra… hmmmm…]


E amanhã é o dia D. Se for beleza, ando dividindo os méritos por aqui…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s