[…] Coisas Interessantes no Mundo da Mídia

Clichês que a gente vê no mundo da tevê


De fato, as Maçãs Verdes começam hoje, com esse pôste.


"Em casa, pouco ou nada pra fazer [no mais, encerar o chão para deixar o quarto nos trinques. Mais alguns ajustes, umas caixas para fora e um toque pessoal, e aí fica show].

Jogão na tela: Brasil contra Gana… no momento em que escrevo, são dois a um para os canários, sendo que o último gol foi um presente do juiz e bandeirinha para nós. Mas a Gana joga com gosto, e nas chances que tem, vai pra cima… dureza.

E ontem, na RedeTV!, programa da Luciana Gimenez, um sujeito dizia que devíamos esperar a sexta estrela pra, no mínimo, daqui a quatro anos somente… Decerto, se ela vem agora, vem suada: tem Espanha ou França no caminho, Portugal, Itália e Alemanha vêm com vontade… No mais um detalhe: o cara se diz vidente [ou um ‘macumbereiro’ paulera], o que, na pior das hipóteses, é um olho gordo.

Estranho… e aqui começa a análise dessa nossa bichada maçã. Depois nunca mais vemos tais sujeitos depois de errarem [ou acertarem, de agourentos que são]. No mais, pudera: ninguém faz fé em anotar o que esses caras dizem…

E não só previsões que são as coisas mais paradoxas no mundo da mídia. Dentre outras estranhezas que podemos notar, temos:

  • Utopia da segurança: [e como queria viver em uma novela] Já notou como ninguém fecha o carro ou tranca portas à chave?
  • Arredondamento monetário: [sem essa dos ‘xis’ reais e noventa e cinco centavos] Ninguém em novela recebe troco…
  • Cavalheirismo violentador: Lembremo-nos dos filmes chineses de oitenta… já notou que todos aqueles ninjas não caem em cima ‘tudo duma vez’ em cima dos ‘camarada’?

E interrompendo, para declarar o terceiro ‘fundão de rede’ para nós, os canarinhos.


No mais, não é uma coisa estranha o mundão televisivo? Não há quedas de energia, nem correio atrasado [embora, convenhamos, há sujeitinhos e sujeitinhas invejosos, prontos a puxar nossos tapetes…]. No mais, é tudo uma maravilha.


  [Grande pausa para almoço]


E, depois de um arroz-feijão com farofa e strogonoff de frango [algo bem folk-metal-progressivo, tipo algumas do Jethro Tull, em seu equivalente auricular], e da vitória meio robusta do Brasil sobre a Gana com três, sem a chance dos africanos de marcar um gol, voltemos à conversa principal [que hã… qual é mesmo? Ahnn… lembrei].

Outro exemplo memorável: Gravidez rápida e límpida: Como muita mulherada gostaria de ter filhos tão rápido quanto na novela, sem sofrer de futuras peles flácidas, e sem falar que os pimpolhos nascem até que bem limpinhos pro gosto dos [hmmm… não entendo de medicina] obstetricistas….

No mais, viver como em novela é um privilégio nem dos atores, mas sim dos personagens.

Pena que vivemos no mundo real, onde além de tudo, e diferentemente das novelas, você consegue conciliar tempo de trabalho, lazer com a família e, sobretudo, com colegas que se tenha desde os velhos tempos de primário [Bons tempos, velhos tempos…]."


Nervosa!!!

 Linkin Park: Crawling

E agora, em copa, as coisas ficam bem mais pesadas… a começar por Espanha ou França.

E sem agourentos videntes, por favor.

Publicado por Potingatu

Estudante de Língua Portuguesa e Linguística pela FFLCH - USP (2010-5), entusiasta e experimentador do máximo de artes que for possível.

%d blogueiros gostam disto: